Deus está morto Zaratustra?

Assim falou Zaratustra – Friedrich Nietzsche

Friedrich Wilhelm Nietzsche foi um filósofo alemão nascido no século XIX que teve grande importância durante o século XX quiça até os dias atuais. Seus escritos se baseiam na crítica a qualquer pensamento que ceceia a vontade de potência ou em outras palavras o tesão pela vida. Assim falou Zaratustra foi considerada por ele como a sua melhor obra.

Sua linguagem é dura, ácida e cheia de aforismos que algumas vezes torna-se difícil de decifrar o que pretende. Ele é um crítico voraz da história da filosofia e de certo modo mudou a forma como ela é pensada. Crítico mordaz de Platão utiliza táticas de batalha contra o pensador. Dizem que a Bíblia é um platonismo disfarçado. Será?

De origem cristã, afinal, o seu pai era um Pastor Batista, ele fez duras críticas ao modo de pensar religioso. Foi um estudioso do período Pré-Socrático na qual a arte era um modo de entender a vida. O conceito de bem e mal não era bem definido. A arte era mediadora do modo de pensar.

De qualquer modo foi um filósofo importante durante o século XX que mudou a maneira de pensar a filosofia, embora, a qualidade de seus textos seja inegável receio que enquanto recursos estilísticos fica distante. O leitor precisa ter experiência, pois sua linguagem não são para os não iniciados, no entanto, para aqueles que possuem credenciais a leitura é fantástica.

A primeira parte da obra Assim falou Zaratustra foi escrita em fevereiro de 1883 em apenas 10 dias. Em julho do mesmo ano Nietzsche precisou de mais 10 dias para a segunda parte. A terceira parte nasceu apenas em janeiro de 1884. A quarta e última parte foi escrita apenas em 1885 e foi custeada pelo escritor.

Deus está morto Zaratustra?

Ó, grande astro! Que seria de tua felicidade, se não tivesses aqueles que iluminas? […] Olha! Estou farto de minha sabedoria, como a abelha que juntou demasiado mel […] Quero doar e distribuir […] Por isso devo baixar às profundezas

Ler Assim falou Zaratustra é preciso ter a consciência que não será tarefa fácil, alguns valores terão que ser suspensos e ao final da leitura pensar sobre tudo o que foi lido. Por aforismos ele fará críticas pesadas ao modo de pensar que cerceia a vontade de potência e uma parábola me chamou muita atenção que pra mim resumiu o modelo de pensar deste escritor.

Vou dizer-vos as três metamorfoses do espírito: como o espírito se muda em camelo, e o camelo em leão, e o leão, finalmente, em criança. Há muitas coisas que parecem pesadas ao espírito, ao espírito robusto e paciente, e todo imbuído de respeito; a sua força reclama fardos pesados, os mais pesados que existam no mundo.

Segundo Nietzsche as pessoas carregam doutrinas que impedem o pleno desenvolvimento. A figura do camelo representa esses valores que ao longo da vida são duramente carregados. No deserto da vida um dragão com várias escamas representando os valores é desafiado por um Leão.

O Leão é o combatente dos valores impostos. O único espírito capaz de criar novos valores é a criança que marcada pela liberdade e inocência tornará a verdade pavimento para a vontade.

 

Além-mundo como salvação para este mundo

Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram.

Romanos 5:12

Nietzsche é contra essa doutrina da imperfeição do homem que carrega valores que impedem a vontade. O corpo, para o filósofo, é o caminho para superá-la. O corpo deve realizar suas vontades.

De modo mais honesto e mais puro fala o corpo sadio […] ele fala do sentido da terra” – Nietzsche, Assim Falou Zaratustra

A liberdade da vontade sem o peso dos valores que todo homem carrega com o pecado original é a estrada que Zaratustra segue. Sem obstáculos, o caminho é livre para o corpo, diferente do homem que tem em sua doutrina a busca da salvação para outro mundo. Essa busca o obriga a seguir condutas morais que o recompensará com um mundo melhor.

Para Nietzsche esse mundo melhor pode ser desfrutado aqui mesmo sem essas amarras. O filósofo diz que o homem está doente e que o fardo que ele carrega é a sua maldição.

DNA da obra Assim falou Zaratustra

A Filosofa e Professora Viviane Mosé é a responsável pela apresentação de Nietzsche pra mim. Assistia a uma palestra do Café Filosófico da Professora que fiquei encantado e precisava conhecer esse filósofo. A professora Viviane Mosé tem uma obra chamada  Nietzsche e a Grande Política da Linguagem que é leitura obrigatória.

Assim falou Zaratustra é muito mais do que escrevi, porém, vou ficar com esses pontos e orientar meu pensamento às críticas aos valores do cristianismo. A fé é uma coisa que não se explica com argumentos racionais, por isso, penso ser desnecessário entrar num debate a respeito dela com pessoas que tentam explicá-la com teorias racionais.

Bíblia Manual de Conduta Moral da Fé Cristã

E o alicerce para a fé Cristã é a Bíblia que de fato explica sobre a busca da salvação e penso ser razoável que acreditar na salvação é uma conduta importante para o cristão. A Bíblia é um compêndio de livros que orienta, como um manual de conduta moral.

É claro que há religiões nefastas que utilizam esse manual de conduta moral para impor valores distorcidos as pessoas. Percebemos os mais absurdos abusos de líderes religiosos que impõe valores que não condizem com as sagradas escrituras.

Aqui eu concordaria com o filósofo uma vez que falsos profetas impõe valores distorcidos. Não imagino uma sociedade sem uma instituição como a Igreja para atribuir valores morais as pessoas. Pensar em vontades livres é deixar uma sociedade doente que não tem valores para seguir. Tenho a impressão que é o que está acontecendo atualmente.

É claro que a Igreja não é a única Instituição que existe há outras. A escola por exemplo. Os valores que outrora conduziam as pessoas estão em processo de mudanças. Diversos grupos defendem uma espécie de conduta moral própria e entre esses grupos há muitas divergências perigosas.   

Enfim, Assim falou Zaratustra é muito mais do que isso é um verdadeiro compêndio para se discutir os valores humanos. É um caminho para se discutir o desenvolvimento humano ou outro conceito não tratado aqui, o super-homem.

 

Capa

Capa-Assim-falou-Zaratustra Deus está morto Zaratustra?

 

Título: Assim Falava Zaratustra

Autor: Nietzsche

ISBN: 9788575563335

Páginas: 286

Editora: Escala

Nota Skoob: 4,2