Weird Fiction e O Rei de Amarelo da Editora Clock Tower

Weird Fiction e O Rei de Amarelo

 Weird Fiction é um gênero cujo representante precursor é o escritor Robert W. Chambers e O Rei de Amarelo é uma das obras mais famosas desse gênero. E para brindar os fãs de Chambers a Editora Clock Tower lançou uma edição de colecionador muito luxuosa com capa dura, marcador de página, papel de ótima qualidade, ilustrações exclusivas, ou seja, uma edição para Colecionador guardar com muito carinho.

Os exemplares são numerados e o meu é o 268. Para os amantes da boa literatura é um presente e tanto. A Editora Clock Tower é especialista em lançar obras de grandes escritores que foram esquecidos pelo tempo. Nessa edição luxuosa do gênero Weird Fiction ou Terror Cósmico, a Editora realizou intensas pesquisas para entregar um livro de ótima qualidade.

Escrito por Robert W. Chambers sob a influência de Absinto (bebida conhecida como a Fada Verde) em 1895, O Rei de Amarelo fez pouco sucesso na primeira edição, por isso os editores da época sugeriram algumas mudanças. Foram incluídos novos contos de modo que entre eles tivessem alguma ligação com os primeiros quatro contos. Atualmente os contos da obra O Rei de Amarelo é conhecido por conter quatro contos que são excelentes, dois contos de transição e quatro contos de romance.

A Editora Clock Tower preferiu manter O Rei de Amarelo, representante do gênero Weird Fiction, a mesma estrutura publicada pela primeira vez, por isso o editor da Clock Tower, Denilson Ricci, realizou uma intensa pesquisa e muito do que se descobriu foram de recortes de jornais e o mais pesquisado foi o The New York Times.

  

DNA da obra

O Rei de amarelo, gênero weird fiction ou terror cósmico, possui elementos ficcionais dos quais se destaca o mistério e a curiosidade é inerente ao ser humano, por isso mistério versus curiosidade dão um toque de insanidade onde danos psicológicos são partes integrantes desse gênero weird fiction e O Rei de Amarelo é o seu legítimo representante.

 

Os contos Weird Fiction

É fato que Robert W. Chambers influenciou grandes escritores tais como H.P. Lovecraft, Peter Straub, Sthephen King, Neil Gaiman entre outros e a sua originalidade é marca do gênero terror cósmico, por isso os quatro contos inicialmente publicados e recusados pelas críticas são lembrados até hoje como os melhores.

 

O Reparador de reputações: o ambiente é uma Nova Iorque distópica cujo protagonista Sr. Hildred Castagne, passou uma temporada internado num manicômio. Junto com o Sr. Wilde, aqui uma possível referência a Oscar Wilde, cuja profissão é reparar reputações, planeja trazer O Rei de Amarelo, no entanto, consequências sinistras acontecem.

 

A Máscara: três jovens, apreciadores de arte, realizam experiências com um líquido capaz de transformar objetos em escultura de mármore. Um deles não resiste à tentação de ler o livro O Rei de Amarelo e sua leitura trouxe consequências inevitáveis. Esse conto foi o meu preferido.

 

No Pátio do dragão: é o terceiro conto no qual um homem vai à igreja em busca de redenção e uma figura misteriosa o observa de forma sinistra e a todo lugar que esse homem vai essa figura o acompanha e seu final, embora, previsível acontece.

 

O Emblema Amarelo: narra a história de um pintor americano que se envolve amorosamente com uma de suas modelos. Ela encontra o livro e o desfecho é sinistro. Pelas pesquisas que li esse conto foi considerado o melhor por muitos leitores.

 

Questão de opinião

Eu já tinha lido O Rei de Amarelo lançado pela editora Intrínseca, inclusive, fiz uma resenha aqui no blog (clique aqui para ler a resenha) e gostei muito do que li, afinal, não estava habituado com esse tipo de literatura. A releitura do livro O Rei de Amarelo da Editora Clock Tower reforçou o sentimento que tive na primeira vez e até surgiram outros.

O cenário decadente descrito na obra foi uma dos pontos que marcaram o início de minha análise, embora, permeado pela arte e o horror psicológico descrito na obra é algo para ir mais além. Misturar a Arte com os desequilíbrios psicológicos num período marcado pela revolução industrial e evolução das ciências, é para se pensar. Confesso que não é uma leitura fácil há muito mais do que as minhas simples palavras e talvez seja isso o que mais me incomoda, ou seja, descobrir exatamente o que é.

 

Capa

Capa-O-Rei-de-Amarelo-da-Editora-Clock-Tower Weird Fiction e O Rei de Amarelo da Editora Clock Tower

 

 Título: O Rei de Amarelo

Autor: Robert W. Chambers

ISBN: 9788566519020

Páginas: 158

Editora: Clock Tower

Nota Skoob: 4,1

 

 

 

 

 

Fonte de conhecimento

 

Até mais.