O Melhor Lugar da Estante | Filmes de Terror Asiáticos

O Melhor Lugar da Estante

Seja muito bem-vindo, você está no Melhor Lugar da Estante! Se você é apaixonado por cinema, séries, desenhos, quadrinhos, livros, e tudo mais que se relaciona com a cultura pop em geral, você está no lugar certo. Então, fique à vontade, mi casa es tu casa! É com muito entusiasmo que O Melhor Lugar da Estante inicia sua primeira edição, já trazendo um tema fascinante: O Cinema Asiático. Vamos falar especificamente de um gênero que o cinema asiático domina com maestria; o Terror.

É tanto que muitos filmes de terror asiáticos já serviram de base ou inspiração para várias produções americanas de sucesso, como as franquias O Grito e O Chamado (Estamos aguardando ansiosos o próximo filme, Chamados, que já tem data de estreia!), o filme Casa Escura, o filme A Floresta dos Suicidas, para citar apenas alguns. Se você já está familiarizado com esse universo, sabe que os filmes de terror asiáticos têm um toque todo especial.

O apelo dramático é marca registrada, interpretações carregadas de emoção (o que pode soar até mesmo como performances um tanto quanto exageradas) e um ritmo personalíssimo (o que, para os mais desavisados, talvez faça parecer  que o andamento do filme seja um tanto massante, mas, qualquer deslise na atenção, pode fazer com que o expectador perca o fio da meada). E em se tratando de filmes de terror, podemos acrescentar a tudo isso altas dose de suspense, sustos inescapáveis e pontos de tensão estratégicos.

Assim, selecionamos 3 filmes de terror asiáticos que sem dúvida merecem um lugar de destaque aqui no Estante do Wilson:

 

Bedevilled

Filme sul-coreano, dirigido por Jang Cheol-Soo, lançado em 2010, Bedevilled foge do tema do sobrenatural, tão explorado pelas produções do gênero terror, e aborda o terror mais assustador que pode existir: a crueldade humana. Um filme literal, sem efeitos especiais mirabolantes, e talvez por isso se torne tão perturbador. (Um aviso às pessoas mais impressionáveis: esse filme pode causar impacto psicológico.)

Hae-Woon é uma mulher solteira fria e solitária, que trabalha em um banco na grande cidade de Seoul. Após se envolver em um conflito no trabalho, Hae-Woon é convidada a tirar umas ‘férias’, então ela decide viajar para uma ilha, um lugar onde costumava passar férias com seu avô, quando criança.

Ao chegar no local, Hae-Woon reencontra sua amiga de infância Bok-Nam, uma mulher simples, que vive uma vida de trabalho braçal, enquanto cuida do marido e da filha, e nunca teve acesso ao mundo fora da ilha. Mesmo tendo escrito cartas durante muitos anos para Hae-Woon, sem nunca ter recebido resposta, Bok-Nam recebe a amiga de braços abertos, e lhe estende hospitalidade da melhor forma possível.

Com o passar dos dias, Hae-Woon passa a presenciar o cotidiano de Bok-Nam na ilha, o que inclui trabalho escravo, abusos, estupros, ameaças, espancamentos, e humilhações de toda espécie por parte do marido e dos outros familiares que habitam o lugar. Diante de tudo isso, quando Bok-Nam pede ajuda à Hae-Woon, esta se mostra totalmente apática e indiferente ao sofrimento de Bok-Nam.

Quando uma terrível fatalidade se abate sobre a filha de Bok-Nam, causada pelas pessoas desumanas daquele lugar, e ela se vê totalmente abandonada pela ‘amiga’ que se nega a se envolver na situação, Bok-Nam passa a empreender uma sequência sangrenta de vingança contra todos que a fizeram sofrer, ou foram alheios ao seu sofrimento. E agora, talvez ninguém consiga escapar daquela ilha maldita com vida.

 

 

O Teste Decisivo

Filme japonês, dirigido por Takashi Miike e Ryo Ishibashi, lançado em 1999, O Teste Decisivo (Audition) já angariou adjetivos tais como ‘chocante’, ‘doentio’ e ‘poético’.

Aoyama (Ryo Ishibashi) é um executivo viúvo, que após muitos anos tentando se recompor da perda da esposa, finalmente se sente preparado para seguir em frente, e tudo o que ele deseja agora é construir uma nova vida, especialmente se for ao lado de uma nova esposa jovem e atraente.

Parece que o universo conspira a seu favor, já que ele é convidado a participar da organização de um teste para selecionar novas atrizes. Durante a análise dos currículos das candidatas, sua atenção é instantaneamente capturada por Asami Yamazaki, uma jovem e linda mulher com formação em balé. No dia da audição, Asami é a última a ser entrevistada, e Aoyama aproveita a oportunidade para anotar seu telefone, e mais tarde convida a linda atriz para jantar.

Tudo parece ir perfeitamente bem, e Aoyama se encanta por Asami. Sem querer demonstrar excessivo entusiasmo, Aoyama demora a ligar para a moça pela segunda vez, e quando o faz, Asami deixa propositalmente o aparelho tocar por algum tempo. Ela aparentemente estaria sozinha no apartamento, se não fosse o saco com o corpo de alguém que ela acabou de matar, ali ao seu lado.

 

 

Sapatos Vermelhos

Filme sul-coreano, dirigido por Yong-gyun Kim, lançado em 2005. Antes de tudo, se você for assistir Sapatos Vermelhos, existe algo que você precisa saber: Os sapatos não são vermelhos, são cor-de-rosa! O nome do filme, Sapatos Vermelhos, possivelmente se refere ao sangue das mulheres mortas, vítimas da maldição que acompanha os sapatos.

Sun-jae acaba de enfrentar um divórcio doloroso, e tem que lidar com sua filha Tae-su, que não consegue aceitar a situação. Certo dia, na estação de metrô, ela encontra um maravilhoso par de sapatos novinhos, que lhe servem perfeitamente.

Mas logo ela percebe que há alguma coisa assustadora e maligna que acompanha aquele par de sapatos; todas as mulheres que entram em contato com os sapatos se tornam obcecadas por eles, o que causa um rastro de brigas e mortes. Até mesmo a pequena Tae-su passa a desenvolver uma dependência doentia dos sapatos, o que ocasiona um grande conflito entre mãe e filha.

O novo namorado de Sun-jae, Cho-in Choi, percebe que existe uma maldição sobre o par de sapatos, e todo o mistério parece estar ligado a uma foto antiga. Agora, ele vai investigar a origem dessa maldição, e tentar salvar Sun-jae e sua filha, enquanto ainda há tempo.

 

 

Comments

comments